Blog da Ceci

Discussões sobre tendências, carreira e trabalho em Comunicação, para pensar e discutir

Não é home office, é pandemia

mar 2020 | Adaptação, Comportamento, Trabalho

COVID19. 18 de março de 2020, dia 3 de restrição de contato. Era 1h42 quando troquei minha última mensagem com uma colega de trabalho. Isto porque o acúmulo de mensagens era tanto que só havia sido possível chegar à resposta nesse horário. Considerando que hoje é o dia que vem depois que a gente dorme e acorda, despertei 6h depois decidida a começar a organizar essa vida nova de restrição de contato — levando em conta que vivo com uma pessoa do grupo de risco, até sei lá quando. não, definitivamente, não é home office.

Fiz exercícios, peguei um pouco de sol (privilégio de morar na roça), comecei a trabalhar às 9h30 certa de que às 18h30 fecharia o computador. São 20h30 e estou aqui escrevendo. Isto porque home office total é coisa para iniciados, meuzamigos. E a adaptação a ele assim, de forma forçada, como todxs estamos sendo obrigados a lidar, bem dura. E falo isso com alguma experiência na coisa, pois há dois anos tenho parte das minhas atividades profissionais realizada dessa forma.

Só que agora não se trata só de home office, e sim de vidas inteiras transferidas para os limites da casa (para os que, como eu, têm a sorte de poder fazê-lo). É cuidar de filho, comida, cachorro, gato, casa, os zilhões de grupos de whatsapp, e-mails, notícias, fazer xixi!… e não deixar a peteca cair no trampo! Assim, penso que é bom começarmos a pensar em alguns combinados para, passada a ansiedade e a correria necessárias para rápida transferência do presencial para o virtual, não só nos adaptarmos, como equilibrarmos o trabalho com outras atividades necessárias para chamarmos essa nova perspectiva de VIDA. Vou começar aqui uma lista pelas minhas três maiores dificuldades, para todxs que quiserem colaborar o fazerem, listando as suas agruras de tempos de isolamento.

Minhas maiores dificuldades

1) Concentrar contatos e discussões no horário de trabalho. Não é porque agora é tudo on-line que precisamos estar 100% do tempo conectados e acessíveis. Deveríamos lançar uma campanha para isso, né naum?

2) Impor limites. Pessoalmente, tenho uma dificuldade imensa em não ler, não responder, deixar explodir as notificações de não lido. Mas tem que conseguir! Uma vez trabalhei com uma pessoa que dizia para quem falava que o prazo era para ontem: então você deveria ter pedido anteontem, não hoje. É isso (ok, parece simples, mas não é… juro que tô tentando).

3) Mais do que criar uma rotina, respeitá-la. Eita coisa difícil… rs

E aí, qual(is) a(s) sua(s) maior(es) dificuldade(s)? Quer contar aqui?

* Texto publicado originalmente no LinkedIn.

Por Cecília Seabra

Por Cecília Seabra

Jornalista, consultora, mentora, pesquisadora, docente e apaixonada pela Comunicação. Mãe de gente e mãe de bicho. Atuo há 21 anos na área, com experiência que é resultado de passagem por todos os cargos e funções em agência, gerenciamento de crises, além de coordenação e gestão de comunicação e sustentabilidade em marcas líderes nos seus segmentos.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *