Blog da Ceci

Discussões sobre tendências, carreira e trabalho em Comunicação, para pensar e discutir

Como estar preparado para gerir gente?

out 2020 | Adaptação, Comportamento, Comunicação, Divirta-se, Estratégia, Trabalho

Nossa formação profissional não deixa a gente preparado para gerir gente, à exceção das formações específicas para isso. Por isso mesmo, a gente tem que estar muito atento para a nossa incapacidade momentânea em alguns quesitos, para que sejamos capazes de buscar apoio.

Jura, Ceci, que você vai contar derrota? Vou sim, meuzamores, porque o importante, nesses casos, não é o certo e o errado, mas sim o que a gente fez com eles. No meu caso, os erros são parte de quem eu sou hoje, e me fizeram traçar uma rota para a qual eu olho e digo, fiz M, mas taí, gostei do que me tornei.

A promoção

Ocupar um lugar diferente e, principalmente, desapegar do fazer, do deixa que eu resolvo, foi mega desconfortável, por mais que eu achasse que estava mais do que preparada para estar ali, que eu estava preparada para gerir gente. Isto porque há muito tempo já geria pessoas, processos, resultados, mas numa outra pegada, digamos, menos corporativa.

Tecnicamente não era mentira, eu estava preparada. Só que até a página 3. Do ponto de vista de maturidade, de olhar estratégico, de capacidade crítica e analítica, hoje tenho certeza de que se tivesse contado com um apoio, uma mentoria, alguém com mais experiência e conhecimento do que eu no assunto, teria sofrido menos.

O que tirei disso

Se tivesse pedido ou recebido ajuda, teria feito menos gente sofrer também, porque a gente erra muito, e erra rude! Uma promoção na carreira pode significar fazer M, de verdade, quando não estamos preparados para gerir gente.

No meu caso, eu sei que poderia ter sido mais solidária e menos solitária, menos ansiosa, poderia ter escutado mais, poderia ter sido menos prepotente em relação às decisões. Tenho duas pessoas nessa época que sei que não agi corretamente e com as quais pretendo falar em breve. Porque hoje sei porque trabalho.

Poderia, também, ter sido menos agressiva nesse caminho que quem é mulher e chega nova a cargos de liderança conhece, sobre ocupar ou perder oportunidades para o assédio.

Ceci, preparada para gerir gente

Tudo isso me ensinou a não negar ajuda a quem me pede, ao mesmo tempo que me levou a pensar bem em promoções e em como desenvolver as pessoas para isso. E, também, a chamar atenção das organizações para a responsabilidade que cabe a cada uma delas de deixar claras as regras do jogo, e por regras listemos o que é esperado e com o quê se pode contar. E da responsabilidade que é promover pessoas a cargos de liderança quando estiverem preparadas para gerir gente.

Uma coisa é certa: a gente precisa ter noção de que é preciso trabalhar dia a dia nossa capacidade estratégica de compreender o todo, a relação e o impacto desta entre as partes. É um bom começo para  perceber quando e para que pedir apoio. E quando buscar desenvolver o que é preciso por nossa conta. E quando conseguiremos evitar que promoção na carreira signifique fazer M, porque estaremos preparados para gerir gente.

Dica de vídeo — Thymus – Natura: contexto de mundo

 

Por Cecília Seabra

Por Cecília Seabra

Jornalista, consultora, mentora, pesquisadora, docente e apaixonada pela Comunicação. Mãe de gente e mãe de bicho. Atuo há 21 anos na área, com experiência que é resultado de passagem por todos os cargos e funções em agência, gerenciamento de crises, além de coordenação e gestão de comunicação e sustentabilidade em marcas líderes nos seus segmentos.

1 Comentário

  1. Ana Paula Schwab Guerra

    O profissional gestor de pessoas está sempre mais exposto a fazer M porque gente é imprevisível. Com certeza o apoio de alguém com mais experiência torna o caminho do gestor mais seguro e menos propenso a erros.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *